25 novos radares entram em funcionamento a 6 de julho

No dia 6 de julho e por ocasião do 8.º aniversário do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO), gerido pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), entram em funcionamento os 25 novos radares.

Com a entrada em funcionamento destes 25 Locais de Controlo de Velocidade (LCV) fica concluída a duplicação do SINCRO, que se iniciou no dia 1 de setembro de 2023, com 37 LCV, e que passa a contar com 123 LCV, dos quais 23 de Velocidade Média e 100 de Velocidade Instantânea.

A data da entrada em funcionamento destes 25 LCV foi divulgada no passado dia 25 de junho, tendo sido igualmente disponibilizada no site www.radaresavista.pt toda a informação com eles relacionada, a sua sinalização nas estradas, através dos sinais de trânsito velocidade instantânea (sinal H43) ou velocidade média (sinal H42) nos respetivos locais, bem como através da parceria com o Waze, dando assim cumprimento à política de total transparência na localização dos radares que a ANSR tem sempre adotado, tendo como objetivo primordial que todos os que circulam nas estradas portuguesas conheçam previamente os locais de controlo de velocidade para que em todas as situações, cumpram com os limites de velocidade, protegendo não só a sua vida, mas também a da sua família e a dos outros.

Os radares salvam vidas

O SINCRO é uma das várias medidas de combate à sinistralidade rodoviária. Prova disso são os resultados obtidos com os 61 radares que começaram a ser instalados há precisamente 8 anos, em que todos os indicadores baixaram. Quando comparado com igual período anterior à data de funcionamento deste sistema, registaram-se menos 36% de acidentes com vítimas, menos 74% de vítimas mortais, menos 44% de feridos graves e menos 36% de feridos leves.

Com a duplicação do SINCRO que fica amanhã concluída, a ANSR reforça o combate à sinistralidade. Nos locais destes 62 LCV (37 que entraram em funcionamento em 1 de setembro de 2023 e 25 que entram em funcionamento amanhã) já perderam a vida 115 pessoas, uma média de 23 vítimas mortais por ano. Com a instalação dos 62 novos radares, a ANSR quer salvar vidas e que todos cheguem o seu destino em segurança.

Radares colocados nos locais de concentração de acidentes para salvar vidas

Recorde-se que a seleção dos locais onde foram instalados radares do SINCRO obedeceu à análise dos locais de maior concentração de acidentes e à análise das causas dos acidentes, nomeadamente onde a velocidade excessiva se revelou relevante para essa sinistralidade.

Ou seja, os radares foram instalados nos locais onde os acidentes mortais foram provocados pelo excesso de velocidade para salvar a vida de quem circula nesses troços. Consulte a listagem total dos LCV e os mapas e em www.radaresavista.pt onde estão os radares localizados todos os radares do SINCRO e sempre que avistar os sinais de trânsito velocidade instantânea (sinal H43) ou velocidade média (sinal H42), constantes do Regulamento de Sinalização do Trânsito, redobre a sua atenção, reduza a velocidade e conduza em segurança e dê prioridade à vida!