Porto de Sines recebe projeto de produção de macroalgas

Um projeto piloto de produção de macroalgas está a ser desenvolvido no Porto de Sines, beneficiado das características físicas e geográficas desta infraestrutura portuária.

Na fase de testes, que terá a duração de um ano, o projeto prevê a instalação de estruturas em seis locais diferentes da área portuária onde serão realizadas experiências para a prova de conceito.

“Este é um negócio que teve a sua génese na Ásia e atualmente está em crescimento em todo o mundo. Com utilizações diversas, as macroalgas são usadas para consumo humano, para produção de rações e alimentação animal ou até para produção de bioplásticos, cosméticos e farmacêuticos”, refere a Administração dos Portos de Sines e Algarve (APS).

Conhecendo-se a relevância atual dada às plantas marinhas pela sua eficiência no sequestro de carbono da atmosfera, a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) apoia projetos de investigação e desenvolvimento que contribuam para o surgimento de soluções inovadoras e ambientalmente sustentáveis, sem colocar em causa a operacionalidade do porto.

Com efeito, a APS incorporou a temática da sustentabilidade no seu plano estratégico, que prevê o desenvolvimento do conceito Green Port, nas dimensões energética e ambiental, assim como o apoio a stakeholders que promovam modelos de negócio orientados para a descarbonização da economia.